Equipe Mapfry
em
Mar 1, 2022
Varejo de Convivência


A chegada de uma nova tecnologia sempre traz excitação e expectativa, mas também pode despertar nosso lado mais sombrio.


As cozinhas secretas, dark kitchens, foram celebradas durante os períodos de lockdown.

Alguns restaurantes migraram inteiramente para o formato, outros abriram cozinhas apenas para delivery. 


Aqui mesmo no Blog Mapfry elas foram tema de uma série de artigos:


Dark Kitchens, as operações comerciais sem fachada, voltadas totalmente para entregas

Descrição da nova tendência. 


Em busca do Ponto Cego

Passo-a-passo para identificar um ponto para uma nova dark kitchen


Midnight Marketing

Formas de divulgar sua dark kitchen


Hoje, começamos a viver uma acomodação com a novidade e seus desdobramentos não tão bons, como os impactos na vizinhança, a falta de fiscalização sanitária e o tratamento destinado aos entregadores


Quem retomar o artigo Midnight Marketing notará que a recomendação para que as dark kitchens não atuassem como operações clandestinas. 


Abrir a cozinha em vídeos para as redes sociais é um caminho para mostrar ao público todos os cuidados que são tomados na preparação das refeições, bem como as condições de trabalho ali.

Isso poderia ser até um selo nos apps, “cozinha aberta”, com link para as postagens.


Algumas dark kitchens foram instaladas em regiões essencialmente residenciais, levando para esses lugares uma incômoda dinâmica de entregas que entram pela madrugada, fluxo intenso de entregadores, campainhas, exaustores, praticamente pequenas fábricas. 


Quem escolheu pontos assim escolheu errado.


Sempre há uma parte dos bairros mais degradada que se beneficiaria da atividade, sem levar transtorno aos vizinhos e ainda podendo investir na revitalização daquele espaço. Como apontamos no artigo Em busca do Ponto Cego:

"Avalie as áreas onde estão as oficinas de automóveis, auto peças, lavanderias, pet shops, artigos descartáveis, aluguel de roupas, estúdios de tatuagem, lojas de cortinas e persianas, costura de roupas, vidraçaria, manutenção de bicicletas, motéis e hotéis baratos"


A lógica das dark kitchens de primeira geração foi limitada ao tempo de entrega.

Isso deve mudar na medida em que a sociedade toma consciência do impacto que um pedido rápido tem na vida de outras pessoas. 


Os empresários que migraram para das dark kitchens celebram o fato de poderem se concentrar na cozinha, sem terem que se ocupar com um salão, com garçons, decoração e utensílios.


Nem tanto meus caros, o entregador é o novo garçom e ele está sendo muito mal cuidado.

Isso se reflete na atenção que eles podem dedicar às entregas e aos clientes. 


As dark kitchens, dark stores e afins precisam evoluir para a consciência com seu entorno e seu papel na cidade.

Esse perfil de loja escondida, fechada em si mesma, não funciona quando o negócio depende de um alto fluxo de entregadores e funcionários.

É preciso ter estrutura para acomodar os impactos que o negócio traz. 

Placemaking 


As dark stores do futuro devem contemplar sua vizinhança em seus projetos, seja melhorando o entorno das regiões onde vão se instalar, seja minimizando os impactos no cotidiano de quem já vive ali. 

Parklets dão vida ao espaço


Altere o uso do dos equipamentos urbanos e ressignifique o espaço.


Algumas dicas extras:


Takeaway - mesmo as very dark kitchens, que só atendem pedidos para entrega, podem explorar o momento em que o cliente vai buscar o produto.

Esta ocasião pode ser usada para construir uma nova relação com ele e humanizar o negócio.


Senso de comunidade - a postura predatória de ocupar um espaço apenas comercialmente, dando às costas para comunidade é limitante, pois cada vez mais o bairro têm agido com um senso de fortalecimento #bylocal.

Integre-se à comunidade participando de eventos de rua com food trucks ou stands, coloque sua marca em lugares de convívio como praças, saia da toca


Muita gente reclama das políticas comerciais dos apps, com alguns restaurantes indo à falência.

Esse risco é reduzido quando você faz parte da comunidade. 

05 passeios imperdíveis para curtir em família na Mooca | by Diálogo  Engenharia | Medium
Declare eu amor ao seu espaço de mercado

A Mooca em seus 456 anos e a Copa do Mundo de Futebol
Apoie a arte e as intervenções urbanas


7 Museus de Buenos Aires que você precisa conhecer
Crie marcos e pontos turísticos